Eco.Pós - Programa de Pós-Graduação da Escola de Comunicação da UFRJ - O Curso
 
 
 
// CORPO DOCENTE
MÍDIA E MEDIAÇÕES SOCIOCULTURAIS
Suzy dos Santos
Possui graduação em Comunicação Social pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1995), mestrado em Comunicação e Informação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1998) e doutorado em Comunicação e Cultura Contemporânea pela Universidade Federal da Bahia (2004). Realizou pós-doutorado em Comunicação na Universidade Federal da Bahia (2014-2015). Atualmente é professora da Escola de Comunicação e do Programa de Pós-Graduação de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Em 2005, recebeu o Prêmio Intercom (melhor tese de doutorado) da Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação e, em 1996, recebeu Menção Honrosa (melhor monografia modalidade Rádio e Televisão) como finalista na categoria Graduação da Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação. Líder do Grupo de Pesquisa Políticas e Economia da Informação e da Comunicação (PEIC), em atividade desde 1995. Suas pesquisas e sua produção concentram-se na área de Comunicação, com ênfase em economia política da comunicação e políticas de comunicação, atuando principalmente nos seguintes temas: televisão, novas tecnologias de comunicação, estrutura dos meios e condições de acesso à informação e à comunicação e regulação. É pesquisadora de produtividade em pesquisa nível 2 do CNPq. 
PUBLICAÇÕES DISPONÍVEIS:
SALIS, Fernando ; SANTOS, Suzy. Comunicações. Brasil em Números (Edição em Inglês. Impresso), v. 24, p. 339-360, 2016.

CAMARA, Clara; AIRES, Janaíne; SANTOS, Suzy. A mídia paraibana e sua estreita relação com a política local. Culturas Midiáticas, v. 6, p. 1-14, 2013.

STEVANIM, Luiz; SANTOS, Suzy. Porteira, radiodifusão, universidade etc... os negócios do coronelismo eletrônico em Minas Gerais. Revista Brasileira de Políticas de Comunicação, v. 1, p. 1-16, 2011.

SANTOS, Suzy; STEVANIM, Luiz. O Estado como proprietário de televisão no Brasil. Estudos em Comunicacao, v. 2, p. 85-108, 2010.

SANTOS, Suzy. Chiclete misturado com Banana: as adaptações nacionais de conceitos regulatórios relativos à comunicação. In Texto (UFRGS. Online), v. 1, p. 20-37, 2010.

SANTOS, Suzy. A volta dos que não foram: a pesquisa crítica nas análises sobre novas tecnologias da comunicação. Revista Passagens, v. 1, p. 72-89, 2010.

MASTRINI, Guillermo; SANTOS, Suzy. A regulação da comunicação na Argentina: novas diretrizes nas políticas de meios. Politics, v. 07, p. 26-35, 2010.

SANTOS, Suzy. The Central Role of Broadcast Television in Brazil"s Film Industry: The Economic, Political, and Social Implications of Global Markets and National Concentration. International Journal of Communication, v. 3, p. 695-712, 2009.

SANTOS, Suzy. Seus problemas acabaram: o espaço como ponto de partida. Eptic On-Line (UFS), v. IX, p. 179-182, 2007.

SANTOS, Suzy. Democracia e radiodifusão: dependência global?. ECO-Pós (UFRJ), v. 10, p. 270-273, 2007.
PROJETO DE PESQUISA:
Metodologia de análise das políticas de comunicação no Brasil: dinâmicas assimétricas de poder e negociação no contexto pós-ditatorial 

Descrição
Este projeto de pesquisa de pesquisa busca desenvolver e testar uma metodologia para o estudo das políticas de comunicação baseada na interconexão entre os sistemas midiático e político nacional nas três últimas décadas (1985-2015). Partindo da perspectiva teórico-metodológica do sistema que temos chamado de Coronelismo Eletrônico, articulamos os conceitos de espacialidade, clientelismo e patrimonialismo buscando traçar um mapa das relações de poder e negociação nos níveis local, regional e nacional. A pesquisa propõe também a aplicação da categorização dos atores políticos proprietários de meios de comunicação divididos em quatro tipos gerais. Para entender a extensão das atividades dos principais grupos políticos, e suas articulações com o empresariado brasileiro e internacional de radiodifusão, analisaremos em detalhe a estrutura política e comunicacional em municípios de portes distintos (capitais, cerca de 200 mil habitantes, acima de 50 mil habitantes, menores que 50 mil habitantes) nos 27 estados brasileiros e no Distrito Federal. Será fundamental acompanhar o financiamento de campanhas políticas, no período compreendido entre 1985 e 2014, por empresas de comunicação, a partir dos dados do Tribunal Superior Eleitoral e dos tribunais regionais. Serão também analisadas as campanhas eleitorais e parte do conteúdo dos meios de comunicação nos pleitos de 2014 e 2016. Em 2016 acompanharemos em detalhe extratos do jornalismo, dos programas de opinião de canais de televisão, de jornais impressos controlados por lideranças políticas locais e regionais e também a informação disponibilizada em portais e redes sociais nos municípios selecionados. Excluiremos o conteúdo dos canais de rádio da amostra por conta da dificuldade em acompanhar programação que não segue uma grade prévia. Pretende-se, com isso, analisar em que medida os meios de comunicação locais e regionais configuram um instrumento de domínio político.

 

CURRÍCULO LATTES
EMAIL:
suzysantos@gmail.com
Eco.Pós - Programa de Pós-Graduação da Escola de Comunicação da UFRJ - O Curso - Histórico
REVISTA ECO-PÓS
v.20, n.2 (2017)
Imagens do Presente
HORÁRIO DE ATENDIMENTO
De segunda a sexta-feira, das 11h às 15h.
Para maior agilidade de nossas respostas e processos, favor consultar este portal antes de fazer solicitações.
ENDEREÇO
Secretaria de Ensino de Pós-Graduação da Escola de
Comunicação da UFRJ.
Av. Pasteur nº 250 - fds, Urca, Rio de Janeiro.
CEP: 22290-240
TEL.: +55 (21) 3938-5075
UFRJ - Universidade Federal do Rio de Janeiro © 2014. Todos os direitos reservados